Barata

Barata

Baratas são insetos da ordem Blattodea que habitam nosso planeta há pelo menos 320 milhões de anos como indica o registro fóssil da espécie Paleoblatta douvillei. Desde sua origem, sobreviveram às mudanças geoclimáticas ao longo da história da Terra, e colonizaram o planeta como um grupo bem sucedido. Atualmente, existem ao redor de 4.000 espécies viventes, porém, somente 30 delas adaptaram-se ao meio ambiente urbano. Isso representa menos de 1% da diversidade global de baratas, ou seja, um número bem reduzido de espécies são potencialmente sinantrópicas (vivem próximo da moradia humana). Além disso, apenas 4 destas espécies podem ser vetores mecânicos de doenças, já que carregam junto ao corpo patógenos que prejudicam a saúde humana, principalmente o trato gastrointestinal.

» Biologia (saiba mais)

Habitat das Baratas

baratas - habitat

As baratas podem viver no ambiente aquático, desértico, silvestre e doméstico. Em relação às espécies sinantrópicas (domésticas), elas costumam abrigar-se em frestas e locais quentes, úmidos e próximos a alimentos como redes de esgoto, porões, armários e gavetas, cozinha e dispensa de alimentos. São insetos residencialistas, já que geralmente saem forragear a procura de comida e retornam para o mesmo local. De modo geral, possuem hábitos noturnos e são lucífugas, ou seja, durante o dia vivem escondidas em recantos escuros.

Alimentação das Baratas

baratas- alimentação

As baratas sinantrópicas, por excelência, são insetos onívoros, ou seja, se alimentam de substâncias animal, vegetal e matéria morta. Essas espécies vivem próximas a entulhos e acúmulos de sujeira onde procuram por alimentos, preferencialmente, açucarados.

Reprodução das Baratas

baratas - reprodução

As baratas são insetos ovíparos ou ovovivíparos. Normalmente, seus ovos são depositados dentro de um estojo ou cápsula protetora denominada ooteca, também vulgarmente chamado de “ovo de barata”.

» Reprodução das Baratas (saiba mais)

Prejuízos Causados à Sociedade

barata - prejuízos causados à sociedade

As baratas apresentam importância econômica, doméstica, médica, ecológica e na pesquisa científica. A importância agrícola é insignificante, já que grandes populações podem roer raízes de algumas plantas comprometendo a absorção de água. Além disso, podem também consumir alimentos estocados e, assim, inutilizar o produto para o comércio e alimentação.

» Prejuízos Causados à Sociedade (saiba mais)

Mecanismos de Controle

baratas - mecanismos de controle

Antes de se tomar qualquer medida de controle, o monitoramento do local é importante para verificar o nível de infestação, bem como foco e o número de espécies existentes. A inspeção visual e o uso de armadilhas são bons métodos de averiguação e a depender dessa estimativa decide-se a estratégia de controle e a necessidade ou não de intervenção química.

» Mecanismos de Controle (saiba mais)

Dicas

Para prevenir infestações de baratas é preciso evitar o acúmulo de sujeira e resíduos alimentares pela casa. Assim, é aconselhável sempre embalar a comida e manter limpos os cômodos, principalmente a cozinha e a dispensa de alimento. Isso reduz a presença de fezes e fragmentos da exúvias (mudas), que podem causar reações alérgicas se inaladas. Além disso, alimentos expostos, embalagens furadas e migalhas espalhadas pelo chão podem atrair baratas, bem como outros animais sinantrópicos.

» Dicas (saiba mais)

Curiosidades

– Os órgãos pulsáteis das baratas que levam a hemolinfa aos apêndices e asas podem continuar a pulsar por 30 horas
após decapitação.

– As baratas podem provar venenos com seus palpos, evitando digeri-los e contaminar-se.